• Rosine Mello

Meditação, Ondas Alfa e Saúde.

Atualizado: Abr 23

Nosso cérebro

O cérebro tem dois hemisférios o direito e o esquerdo, eles trabalham de forma assimétrica, diferenciada e contrastante, possuem funções diferentes. O hemisfério esquerdo trabalha com conceitos lógicos, concepções formais e critérios matemáticos, é o predominante em pessoas destras. O direito lida com emoções, sentimentos e sensação de textura. Por exemplo: Tem-se uma mesa, o

hemisfério direito analisa a textura, o esquerdo analisa a forma da mesa, unindo-se as duas informações obtêm-se a percepção global da mesa.

O hemisfério esquerdo também é responsável, na pessoa destra, pela lógica imposta pela cultura, as regras sociais e o bom senso, ele se expressa através da linguagem oral. Já o direito é essencialmente sensitivo e nos dá uma percepção mais sutil do mundo, ele se expressa pela através da linguagem visual. O hemisfério esquerdo é tão dominante sobre o direito, que este só exerce sua capacidade de compreender o mundo quando dormimos, sonhamos ou fantasiamos acordados.

Os hemisférios se comunicam e são unidos através do corpo caloso..

Essa é uma descrição bem simples das funções dos hemisférios do cérebro e sua anatomia, não é meu objetivo fazer uma dissertação acadêmica sobre o assunto.


As ondas cerebrais suas funções e consequências na saúde e na doença

Os registros elétricos do cérebro são medidos através do eletroencefalograma, onde o traçado é formado por quatro ondas cerebrais:


Beta - de 12Hz a 38HZ, é o estado de vigília, acessamos para coisas triviais como tomar um café, conversar com um amigo, ler um livro, trabalhar, academia.Uma ativação excessiva desta onda pode levar um estado de ansiedade ou estresse prejudicial. Um nível baixo de ondas Beta, conduziria a um estado bastante relaxado, desfalecido, quase depressivo. Um nível ótimo dessas ondas ajuda a estarmos muito mais receptivos, concentrados, a melhorar inclusive nossa capacidade para resolver problemas.


Alfa - de 8 a 12 Hz, é o estado meditativo, o cérebro está relaxado. Seu corpo relaxa e começa a liberar algumas enzimas que regeneram os tecidos e fazem uma reestruturação do seu corpo. Podemos experimentar esse estado quando estamos no sofá vendo televisão, ou na cama descansando, mas sem chegar a dormir. Um nível elevado de ondas Alfa nos impediria de focar a atenção e poderíamos nos sentir sem forças para realizar uma tarefa. Um nível baixo se relaciona com a ansiedade, o estresse e a insônia.


Theta - de 4 a 8Hz, é o estado de relaxamento e meditação profunda, é o limiar entre o estado de vigília e sono, ocorrem quando você está indo dormir ou acordando. Ajudam a sair do estado de estresse, você baixa a frequência cerebral e seu corpo libera as enzimas mais eficazes e poderosas de regeneração e recomposição dos tecidos e células. As ondas Theta costumam mostrar uma elevada atividade quando experimentamos emoções muito profundas. Um pico elevado de ondas Theta pode estar relacionado com algum transtorno depressivo, falta de atenção. Os picos baixos se relacionam à ansiedade, estresse e baixa autoconsciência emocional. Um nível adequado de ondas Theta favorece a criatividade, a conexão emocional e inclusive, a intuição.


Delta - abaixo de 4Hz, acessada pelo seu cérebro quando você está naquele “sono de pedra” ou sono profundo, mas sem sonho, estado de coma. É quando o cérebro desliga todas as funções que não são necessárias para focar toda energia no corpo e regenerar o que ele precisa regenerar. À medida que crescemos e envelhecemos, a tendência é produzir menos ondas desse tipo. O sono e a nossa capacidade para descansar vão se perdendo, pouco a pouco, com os anos. Este tipo de onda se relaciona, sobretudo, com as atividades corporais das quais não somos conscientes, como a regulação do ritmo cardíaco ou a digestão. Picos muito elevados podem indicar alguma lesão cerebral, problemas de aprendizado ou um Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) grave. Picos muito baixos podem indicar sono deficiente, problemas para ativar e revitalizar o corpo e a mente. Um nível adequado de ondas Delta favorece e cuida do sistema imunológico, do descanso e da capacidade de aprender.


Existe ainda a onda Gama de 38Hz a 42Hz, ela raramente é captada pelo eletroencefalograma e tem uma frequência extremamente rápida. Essas ondas tem origem no hipotálomo, é a que utilizamos quando precisamos solucionar alguma situação ou precisamos concatenar algumas situações. Essa onda está relacionada com tarefas de um alto processamento cognitivo. Elas têm a ver com o nosso estilo de aprendizagem, com a capacidade de registrar novas informações, também com nossos sentidos e percepções. Os estados de felicidade evidenciam picos elevados neste tipo de onda .As fases do sono REM também costumam se caracterizar por uma alta atividade desta escala de frequência.


Uma curiosidade, as mulheres tem o corpo caloso um pouco mais desenvolvido que os do homem, assim a comunicação entre os dois hemisférios mesmo em estado Beta é maior, daí a intuição feminina.


Meditação e Ondas Alfa

Através de técnicas de meditação e relaxamento é possível alcançar o estado alfa conscientemente e usar o cérebro de forma global, sinergicamente. Quando se desfaz a relação dominante-dominado há um aumento da capacidade perceptiva.

Os efeitos observados com o cérebro em Alfa são uma sensação subjetiva de relaxamento e distensionamento muscular, melhora da consciência corporal (da propriocepção) e uma melhor percepção do fluxo da bioenergia por seu corpo (aquela sensação de estar de lado ou o balanço do corpo, isso é fluxo de energia). Há o afloramento do subconsciente permitindo que percebamos problemas bloqueados, emoções e tensões psíquicas reprimidas pelo consciente.

Segundo o Dr. Wilhelm Reich, médico psicanalista austríaco, a bioenergia não pode ser medida por métodos convencionais. O campo energético assemelha-se a um campo eletromagnético, mas não obedece a nenhuma das leis da física conhecidas até hoje.Quando se está em Alfa a capacidade de captar, modular e aproveitar energia é maior. Ele mostrou, durante o XII Congresso de Psicologia (1934), a relação que existe entre a expressão corporal e a postura mental, falou pela primeira vez sobre as couraças musculares que correspondem às tensões que uma pessoa desloca para a musculatura, o bloqueia a bioenergia, diminuindo o campo energético. Quando estamos em Alfa e reduzimos as tensões emocionais que comprimem a musculatura, o campo bioenergético de expande.

Segundo Dr. Luiz Moura (em 1985 apresentou-se no II Simpósio Internacional de Aprendizagem com Base na Emotologia) quando a mente atua negativamente (-), o medo, o ódio, a insegurança, a dor, as frustrações, produzem a contração muscular que gera uma couraça bloqueando o fluir da energização do aparelho vital. É aí que a simpaticotonia se instala com suas doenças, as nevroses , a hipertensão arterial, as tromboses, as doenças psicossomáticas, as infecções e ocorrerá, depois de algum tempo, a desorganização da mitose celular, o câncer.

A mente atuando positivamente (+) através do otimismo, do amor, da ausência do medo, da segurança, do prazer de realizar, expande o aparelho vital dominando a vagotonia, a saúde então é mantida e o organismo resiste às agressões dos microrganismos gerando saúde e paz.


Como o Yoga equilibra o corpo denso e os sutis?

Os asanas são as posturas físicas do yoga, quando trabalhamos os alinhamentos nos asanas, acessamos o Annamaya Kosha (corpo de alimento), que é o invólucro dos outros quatro corpos, desintoxica-se. Ao realizamos os asanas, respiramos (prana), ou mesmo em aulas especiais de respiração, praticamos pranayamas (exercícios respiratórios), acessamos então o Pranamaya Kosha, corpo de força vital ou energético e incrementamos a sua qualidade. Na quietude e permanência do asana ativamos o Manomaya Kosha, corpo mental, reduzimos as flutuações mentais . O Vijnanamaya Kosha, corpo intelectual, é acessado quando se consegue atingir o espírito do asana, adquirimos conhecimento. O Anandamaya Kosha, corpo estático ou espiritual, é o núcleo radiante onde o amor incondicional e a comunhão com a vida surgem, através dele entramos em contato com a essência do SER.


A prática dos asanas, pranayamas e meditação leva o praticante ao equilíbrio físico e emocional, pois o fortalecimento do corpo sutil desmancha as couraças e proporciona autoconhecimento. O yoga tem a capacidade de criar espaço para o novo, no corpo e na mente, pois o praticante aprende a viver no presente.

Referências:

Psicofisiologia: Estélio H. M. Dantas

Treinamento Físico e Yoga: Rosine Mello- https://www.rosineyoga.com.br/post/treinamento-f%C3%ADsico-e-yoga

https://amenteemaravilhosa.com.br/tipos-de-ondas-cerebrais/

https://www.conscienciatheta.com.br/blog/43-frequencias-de-ondas-cerebrais-e-como-a-onda-theta-pode-te-ajudar


0 visualização
 

Rio de Janeiro - Brasil

Cel: (21)996959360

©2020 por Rosine Mello - Yoga. Criado com Wix.com